quarta-feira, 4 de maio de 2011

Bjorn Kuipers, ESCÂNDALO na Arbitragem da UEFA

Bjorn Kuipers, uefa, fc porto

Share on Google+
Bjorn Kuipers árbitro Holandês que apitou a Meia Final para a Liga EUROPA, FC Porto vs Villarreal, falhou na última quinta-feira uma das regras mais importantes da UEFA, a proibição explícita de existir qualquer contacto com qualquer membro da administração ou de qualquer um dos representantes dos Clubes envolvidos, durante as estadias dos mesmos na Cidade que acolhe os jogos. Muito menos, comer ou jantar com eles!
Depois dos casos de corrupção que apareceram há poucos anos atrás, o corpo governante do futebol europeu, muito "preocupado" com a garantia de isenção e de qualquer outra conduta que possa dar origem a supostas irregularidades, veio implementar novas e "apertadas" regras, uma das quais que durante a estadia na sede (Cidade ou Local) do jogo, os árbitros só devem ser acompanhados por um representante oficial das associações nacionais onde pertence a equipa de acolhimento (artigo 20,08 do capítulo XIII). Isto é, só quem pode acompanhar são representantes oficiais da Federação ou do Comité de Arbitragem, do País respectivo de acolhimento.

Mas, como atrás referido, esta regra foi gravemente violada na passada quinta-feira, quando o holandês Bjorn Kuipers, jantou com vários diretores e pessoas intimamente ligadas ao FC Porto num restaurante. Kuipers jantou na marisqueira "Matosinhos", na cidade com o mesmo nome, localizado a 10 km do Porto, com Reinaldo Teles, vice-presidente e gerente do FC Porto, pessoa de grande confiança do presidente da organização, e António Garrido, um ex-árbitro que trabalha com o Porto! Durante o jantar, Jorge Nuno Pinto da Costa também apareceu no exclusivo restaurante da Rua Roberto Ivens!

A UEFA não aceita estas práticas!!! Especialmente considerando que Pinto da Costa, Teles e Garrido estiveram envolvidos no escândalo de corrupção de arbitragem no futebol Português em 2004, mais conhecido por «Apito Dourado». Reinaldo Teles e Garrido só não foram condenados porque a justiça Portuguesa não aceitou como provas, as enumeras escutas telefónicas, algumas das mesmas já muito conhecidas do publico em geral através do Youtube.
O caso teve apenas continuação, através de processo administrativo e desportivo, que resultou no declínio do Boavista, suspensão de cinco árbitros, bem como uma suspensão de toda a actividade desportiva, por dois anos para Pinto da Costa e uma penalização de seis pontos no campeonato para o FC Porto, que em nada afectou a conquista de mais um Título CORRUPTO. Também foi retirado da Liga dos Campeões 2008/2009, sendo esta pena posteriormente anulada pelo Comité de Recursos da UEFA!

Kuipers nesta partida, que terminou com um resultado avultado de 5:1 a favor do Porto, mostrou três cartões amarelos para três jogadores do Villarreal, uma grande penalidade marcada que originou o golo do empate, e que em repetição se vê nitidamente que é Falcão que promove o contacto e posteriormente se lança para o chão (o costume), e o não assinalar de um fora-de-jogo nítido na marcação de um livre que originou o quarto golo do Porto.
Dada a suspeita de irregularidade deste jantar, o Villarreal pode agora considerar uma queixa perante a comissão disciplinar da UEFA, o mesmo corpo que foi alvo da acção movida pelo Real Madrid contra jogadores do Barcelona, ​​que foi demitido na segunda-feira.

Reportagem in Jornal "A MARCA"

+ Recentes