sábado, 6 de abril de 2013

Depois do Santo Anónimo, Isidoro Janta no Antunes

Isidoro Sousa, Olhanense

Share on Google+
Salsichada de porco!
Depois do milagroso cheque do "amigo" anónimo de 288 mil euros que, permitiu o levantamento da greve por parte dos jogadores e, o pagamento de mês e meio de salários, não é por acaso que nestas situações de salários em atraso os jogadores decidem fazer greve sempre nos jogos do SL Benfica, já sabem que o dinheiro aparece sempre por milagre, Isidoro jantou ontem no Porto, isto um dia antes da AG (Assembleia Geral) da Liga de Clubes agendada para hoje na mesma Cidade.
E em que restaurante jantou Isidoro? No do costume! No Antunes, mas já lá vamos...

Antes de mais, quem oferece 288 mil euros a fundo perdido ao amigo Isidoro? Resposta de Isidoro, «Foi um investidor de fora. É um amigo meu, principalmente, e depois do clube. Não está ligado a nenhum clube. Temos feito tudo com lisura e transparência, pelos nossos próprios meios. Não há qualquer compromisso, mas há a intenção de ser um hipotético investidor da SAD, algo que ainda será posto à consideração dos sócios. Foi mais por uma questão de amizade, de relação e de confiança da pessoa em causa.» divertido não é?! Tudo feito com transparência diz Isidoro, mas em anónimo! É tão transparente que não se consegue ver o nome do Santo! Diz Isidoro, um amigo que não está ligado a nenhum clube, mas ninguém lhe colocou esta questão, porque a necessidade de o referir? Pois claro Sr. Isidoro alguma vez alguém vai pensar que, o Santo milagreiro estaria ligado a outro clube, tipo azul e branco às riscas? Claro que não, disparate!

Restaurante "O Antunes", Isidoro foi lá visto, Isidoro decidiu deslocar-se um dia antes, ontem sexta, da AG da Liga que se realiza hoje para, uma jantarada num restaurante cuja, gastronomia parece ser especialmente atraente para determinados dirigentes, árbitros (incluindo alguns da UEFA) e tudo quanto é amigo, conhecido, avençado do clube da fruta, do FC Pinto, do FC Porto. Um restaurante que pertence a familiares de Reinaldo Teles! Pois compreende-se.
Reinaldo Teles o empresário da noite, das casinhas de alterne, começou na tasca do tio, foi "segurança" de prostitutas, "praticante de boxe", acabou em homem sombra uma espécie de braço direito armado do Pinto.

Teria sido o jantar em forma de festejo e em honra ao Santo Anónimo?
Em época de crise, de crédito limitado, aparecem por milagre 288 mil euros que ninguém sabe de onde provêem, numa operação contabilística obscura, para pagar salários de contratos legais! É assim que funcionam os clubes do sistema, não há Finanças nem Judiciária que lhes pegue, afinal é tudo transparente!

Os jogadores do Olhanense pecaram, pecaram quando empataram com o FCP e, se conseguirem pontos contra o Benfica, certo será o pagamento do que ainda está em falta, caso contrário certamente não haverá mais Santo Anónimo.


+ Recentes