quinta-feira, 23 de maio de 2013

A Pequenez de "Ser FC Porto"!

A Pequenez de Ser FC Porto

Share on Google+
"Ser Porto", engloba uma sensação contrastante do que parece. É uma revolta pessoal e colectiva derivada da pequenez, disfarçada com alguns títulos, que toda a gente sabe como são ganhos. Até os próprios.
"Ser Porto", é o máximo complexo de inferioridade.
O Porto é um clube ganhador, pois desde logo começa a época a poder ganhar cerca de 8 títulos! Os 4 que pode ganhar e os 4 que o Benfica pode perder.
O adepto do Porto é como um padeiro a quem sai o euromilhões, aparece de Ferrari, mas ninguém lhe reconhece mérito.
E é o que falta ao Porto, reconhecimento. Nem pelo próprio Presidente da Câmara! As teorias são muitas, desde logo, a das gerações mais novas, "Em 25 anos, vi o Porto ganhar 25 títulos". A esse argumento demente, a questão é, quando a vossa avó faz 80 anos, vocês festejam 25 anos também? Desde que nasceram só viram 25 celebrações de aniversário!
Nestes 15 dias (pois eles andaram todos na toca durante a época toda), até "penta" campeonatos (sem saberem que eram tetra) de hóquei se celebraram. Mais no título de andebol, a maioria dos adeptos não sabe UM jogador de cada modalidade, mas festejaram! Porque? Porque é contra a "pedra no sapato" da vida deles! O Benfica.
As virgens ofendidas que levaram uma prostituta a beijar a mão ao Papa, ofenderam-se com o pseudo-gesto obsceno do Carlos Lisboa no ano passado, em basquetebol, naquela semana, o basquetebol era o desporto da vida dos "somos porto", passado 15 dias, a modalidade termina e a carneirice habitual, instalou-se. Então não há meia dúzia de centenas de milhares de euros para preservar uma modalidade histórica que, pelos vistos, tinha muitos adeptos? É triste, mas é verdade, caramba, só os carros da Fernandinha, dariam para pagar mais uma ou outra época à modalidade!

O portista é assim. Prefere uma derrota do Benfica a uma vitória do Porto. O Benfica é um clube que não se sabe muito bem de onde é, instala-se em Gaia e, parece que está em plena Avenida da Liberdade. Vai a Paris e não se percebe se se está em Portugal ou França. É duma dimensão que o Porto JAMAIS chegará. E tudo porque cá dentro como lá fora, se sabe como o Porto ganha!
Mas isto não é um post sobre futebol, é sobre sociologia e, estamos a falar sobre o complexo de inferioridade do adepto do Porto.
É triste ver gente com poucos dentes e sem a 4ª classe falar do tempo do Salazar. Gente que nem o nome do próprio clube sabe dizer (puarto), que vem justificar o facto do Porto ser clube grande, clube esse que não passa de novo-riquismo do futebol, pois isto das vitórias é recente, já o Benfica era um colosso mundial, (estatuto este a que nunca irão chegar).
É o complexo de INFERIORIDADE. Será que falta um bola de ouro, como Benfica e Sporting já tiveram?
Será que falta alguém que venha desmentir um dos melhores jornalistas espanhol e do mundo, que afirmou com todas as letras que o Porto é um clube corrupto?
Rivalidade entre clubes é normal, mas nunca vi um rival cantar numa final, o cântico contra o adversário nacional, como os portistas fizeram contra o Montpellier, na final da Champions, ou o Lens, ou lá que equipa era.
Não prova uma coisa, prova duas, a pequenez portista e a, grandeza Benfiquista, a maior instituição em Portugal, o Sport Lisboa e Benfica.
E isso custa ao portista. Dói. Eles riem-se e celebram, provocam, cantam, mas falta ali algo! Falta cultura, falta reconhecimento, falta muita coisa.
Já está enraizado que não faz mal que seja roubado. O que importa, é combater internamente o Benfica.
O maior título do Porto é a derrota do Benfica. Já o Benfica, vive para dentro do clube e para fora do país.
É um clube sustentável que, quando mudar o presidente, não ficará preso a máfias e dependentes de problemas dos pais dos árbitros para vencer.
Uma coisa é certa, para o ano, o Benfica pode não ser campeão, mas jamais festejará um "não-título" do Porto, pois isso é típico dos pequenos.

por desconhecido, texto que circula nas redes sociais, uma inquestionável Verdade.

+ Recentes