quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Benfica Esteve no Parque dos Perdidos Não no dos Príncipes

PSG 3-0 SL Benfica, champions league, 2013-2014

Share on Google+
Perdidos! Foi o melhor adjectivo que encontrei para definir a forma como o Benfica se apresentou ontem em campo. Perdidos da gloriosa alma, perdidos da chama imensa, perdidos de Jorge Jesus! Os jogadores já não acreditam, nem eles nem nós, um golo logo aos 4 minutos, de Zlatan Ibrahimovic, despoletou a bomba relógio que é o Benfica psicologicamente hoje em dia. Já nem a grande motivação que é jogar uma Liga dos Campeões, no estádio de um dos Clubes mais ricos da actualidade e com mais de metade dos adeptos a serem os melhores do mundo, os nossos, é suficiente para que os jogadores encontrem as forças, a garra, o crer e a ambição do passado recente.

Cansados da gritaria, da vaidade do Jorge que os esquece nos bons momentos e os lembra nos maus, os jogadores tentam acreditar mas já não encontram o crer.
Não, não estou a crucificar Jesus, até porque este não é O Santo, deu muito ao Benfica sim, é profissional, apaixonado, obstinado até mesmo maníaco pelo trabalho, é esforçado.. é isso.. esforçado. Mas ser só esforçado não chega é preciso saber, e saber para todas as circunstâncias e não só para algumas, é essa a exigência do Benfica.
É um excelente treinador de campo, prático, exigente.. mas é preciso muito mais, para liderar o plantel, é preciso acima de tudo ser um condutor de Homens, um verdadeiro líder no balneário, um exímio gestor de recursos humanos! Afinal antes da táctica vêm os homens, é isso que são os jogadores do Benfica.

Um treinador do SL Benfica não pode desistir e logo ao primeiro assalto com o PSG, um treinador do Benfica não pode jogar apenas para segundo lugar, não pode.
Um treinador do Benfica não pode andar a dar entrevistas na véspera de um grande jogo, a afirmar que gostava muito de treinar o Cristiano Ronaldo e o Lionel Messi, porque são os melhores do mundo. Os jogadores do Benfica, têm que ser os melhores do mundo para o treinador do Glorioso. Não pode andar a desejar treinar outros! E logo no pior timing, antes de tão importante confronto. É baixar a moral dos seus próprios jogadores.

Jorge Jesus, depois de ter perdido com o Paris Saint Germain por três golos sem resposta, numa muito fraca exibição para o potencial do plantel do Benfica, vem endeusar o PSG e os seus jogadores, parecem ser de outra galáxia, uns super homens.. a culpa não é minha, os meus jogadores e a minha equipa são demasiado fracos para o enorme PSG, candidato a vencer a Taça no nosso Estádio!
Será o Benfica é uma qualquer equipazita secundária da Europa? Incapaz de ombrear seja com quem for? Será isto que estavas a dizer Jorge?
Assim fica complicado os jogadores terem moral, terem um espírito guerreiro, acreditarem, quando o seu próprio líder é o primeiro a não acreditar neles.
O Benfica não é isto Jorge! O Benfica é de quem acredita, quem quer o Benfica no Top do futebol mundial, capaz de ganhar a qualquer um, capaz de vencer tudo e todos.
por J. G. Amorim

+ Recentes