quinta-feira, 27 de março de 2014

Brutais Agressões de Fernando e Herrera que Marco Ferreira Não Puniu!

ALT ALT ALT

Share on Google+
Depois destas entradas brutais, inqualificáveis que numa qualquer outra Liga de Futebol profissional, dariam imediata expulsão, com vários jogos de castigo para Fernando e Herrera aqui, além de terem permanecido até ao final da partida, tais agressões são ainda de mansinho, lavadas pela comunicação social e posteriormente serão com toda a certeza ignoradas pelos órgãos de justiça da Liga e da Federação Portuguesa de Futebol, a não ser que a direcção do Benfica decida fazer algo!

No vídeo em cima Fernando, esquece completamente a bola e deliberadamente agride, procura somente atingir a perna de Fejsa, com a intenção clara e cobarde de lesionar o jogador do Benfica.
Marco Ferreira neste lance, nem falta assinalou, inclusive o mesmo originou uma das oportunidades de golo do fc porto.
Na imagem em baixo, a mesma atitude a mesma intenção, Herrera atinge brutalmente Salvio, projectando-se todo no ar, somente de encontro à perna direita do jogador do Benfica, a mesma perna que tinha sido alvo de cirurgia, após grave lesão de rotura do ligamento cruzado anterior do joelho!

Não seria de estranhar que tivesse sido premeditado e planeado com o objectivo de condicionar fortemente os jogadores do Benfica!
Muito dificilmente Salvio, depois disto, conseguiu concentrar-se apenas em jogar futebol.


Dizia Martin Luther King, «O que me preocupa não é o grito dos maus... mas sim o silêncio dos bons»
Quando vemos os próprios Benfiquistas a desculpar actos destes, a ignorar os mesmos, alguns a afirmar por aí que, Marco Ferreira efectuou uma excelente arbitragem, a compactuar com isto, não admira que o Benfica perca títulos, mais que merecidos, mesmo ao cair do pano!

Afinal temos o que merecemos enquanto, aceitarmos e formos cúmplices de actos inqualificáveis como estes e contra nós próprios. Muito por culpa da passividade da direcção do Benfica. E quem cala consente como se costuma dizer.

Poderia-se ainda afirmar que, o FC Porto teria de jogar reduzido a 10 unidades, logo a partir dos 35min da primeira parte e, logo no começo da segunda aos 49min jogaria apenas com 9 elementos! Mais uma vitória à fc porto e esta é a verdade dos factos.
Alguém compreendeu porque razão o árbitro Marco Ferreira, apitou e interrompeu a corrida de Rodrigo quando, este se dirigia isolado para a baliza do fc porto?

+ Recentes