sexta-feira, 27 de junho de 2014

FC Porto Investigado por Fraude Fiscal pelo Ministério Público

FC Porto, Pinto da Costa, Fraude e Corrupção

Share on Google+
Terá existido fraude nas transferências de Ricardo Carvalho e Paulo Ferreira para o Chelsea, bem como, na compra de Giourkas Seitaridis.
Ministério Público através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção da Polícia Judiciária, está a investigar movimentos do FC Porto de capitais em 2004, com ramificações que chegam aos bancos Suíços.
Em causa estão as elevadíssimas supostas comissões pagas, pelo FC Porto, a empresas que se desconhece a sua actividade.

Uma transferência de 4,7 milhões de euros para duas contas na Suíça, outra de 3,1 milhões para uma empresa Irlandesa, correspondente às vendas ao Chelsea e ainda, uma transferência de 1,5 milhões que foram depositados numa conta de uma empresa, sediada no offshore de Gibraltar, correspondente à compra de Seitaridis ao Panathinaikos, são estes movimentos que estão em causa.

O inquérito deverá estar concluído dentro de pouco tempo para que, seja evitado o risco de os crimes prescreverem (vamos ver!).
O processo está a ser dirigido pelo Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa e segundo fonte do MP ao Expresso, ainda não tem arguidos constituídos.

A Procuradoria-Geral da República enviou cartas rogatórias às autoridades helvéticas, para obter informação sobre os movimentos bancários efectuados nas referidas duas contas, sendo estas tituladas por seis empresas. Os montantes muito elevados verificados das supostas comissões, neste processo de transferência foram, o primeiro alarme a lançar suspeitas.
A comissão na compra de Seitaridis ao Clube Grego, chegou mesmo a atingir metade do valor da transferência.

Esta investigação, lembre-se, vem desde que Carolina Salgado testemunhou que, Pinto da Costa beneficiava directamente nas transferências de jogadores, na sequência do processo Apito Dourado.

NOTA
Tudo claro, complicado provar? NÃO. Quem deixa uma investigação desta natureza arrastar-se durante quase 10 anos? E agora blá blá que está a prescrever vamos investigar! As condenações só não acontecem porque em Portugal, reina a corrupção na república e na Justiça.

+ Recentes