UCI TERMINA COM O CICLISMO do FC Porto! Toda a História

fc porto, w52, ciclismo, doping, UCI ban, 2022,
SÓ DOPING E MAIS UMA VERGONHA INTERNACIONAL PARA O FC PORTO e a proteção que o clube do regime tem em Portugal

Foi preciso uma instituição desportiva internacional, regulador do ciclismo, mais propriamente a "Union Cycliste Internationale" (UCI) para fechar a equipa de ciclismo do fc porto W52 Quintanilha.

A UCI não suspendeu a equipa ou apenas impediu a sua participação na Volta a Portugal! Informação FALSA, passada pela imprensa e comunicação social e os seus papagaios amestrados de avença. A UCI RETIROU A LICENÇA DESPORTIVA à W52 FC Porto, isto significa que, a W52 fc porto terminou! Está impedida de competir em TODAS AS PROVAS PROFISSIONAIS.

Perante tudo isto lembrar, a proteção dada por todas as instituições públicas que regem o ciclismo e o desporto em Portugal, por se tratar do fc porto. A começar pelo governo do Costa e o seu secretário para o desporto, João Paulo Correia, adepto do porto, amigo de Pinto da Costa, a Federação Portuguesa de Ciclismo e o seu Presidente Delmino Pereira, a Organização e patrocinadores da Volta a Portugal, onde o seu porta voz e gestor da prova, Joaquim Gomes, afirmou,

«Temos tido conversas com a Federação de Ciclismo. A equipa é um dos grandes históricos da Volta e o seu abandono de forma conflituosa não seria bom. A equipa não está suspensa, por isso vamos tentar encontrar soluções para que possa manter-se em prova.
Corrupção existe em todo o lado, anda de mão dada com a ambição»

Foi esta coisa corrupta e vendida ciclista. Para este joaquim ser corrupto é ser ambicioso! Já se percebeu também porque foi o escolhido, pelos patrocinadores da Volta a Portugal, para organizar a prova.

Só apanhados porque, empregados heróis de um hotel em Trancoso (Guarda), onde estava hospedada a equipa de ciclismo W52 FC Porto, telefonaram para a polícia e denunciaram o que viram. Não foi devido a nenhuma investigação de longa data da Polícia Judiciária, como tentaram fazer parecer.

Foram estas pessoas que viram as caixas de seringas, as caixas de agulhas, as caixas de tubos médicos, sacos de transfusão de sangue, comprimidos, Anfetaminas e Pervitin (droga sintetizada pelos Nazis para criar super soldados na 2ª guerra mundial), nos quartos do referido Hotel. Foram estas pessoas que testemunharam tudo isto que impediu o abafar do caso.
Mesmo assim logo nos dias seguintes espalhou-se a informação que, resultados de supostos testes de doping efetuados pela ADoP aos ciclistas do porto, tinham todos dado negativo.

Lembrar ainda, os vários ciclistas da W52 FC Porto que já tinham sido alvos de suspensões e perda de títulos, por terem sido apanhados pelos controlos anti doping periódicos da UCI (União Ciclista Internacional). Isto é, se não fosse a UCI estes mesmos ciclistas do fc porto, nunca teriam sido alvo de testes e muito menos apanhados pela ADoP e/ou autoridades portuguesas. E hoje continuariam com os títulos da vergonha e da batota.

Por se tratar do porto, O MAIOR ESCÂNDALO DE DOPING NO DESPORTO EM PORTUGAL, mais uma vez, não terá a devida relevância, na imprensa, nas TVs, na comunicação social em Portugal. Não será abertura de telejornais, os programas desportivos tratarão o caso de forma rápida e de fraca importância e, nas primeiras páginas dos jornais, só um olhar atento conseguirá ler algo sobre o assunto.

Se no ciclismo o fc porto e o doping se faz às claras em hotéis e carrinhas, imagine-se o que será o fc porto e o doping no futebol dentro das suas instalações médicas!