MANUEL OLIVEIRA E VAR, Lesam Intencionalmente o Benfica

benfica 1-1 vizela, liga portugal, arbitro manuel oliveira, VAR andre narciso, 2022,

André Narciso NÃO ASSINALA PENALTI, por ser a favor do Benfica

Quando o Benfica se aproximava e poderia pressionar mais ainda, os lugares da frente, leva com mais uma arbitragem do apito e do VAR dourado da FPF, a impedir tal incomodo.

O jogo do Benfica com o Vizela esta sexta-feira no Estádio da Luz, foi uma das maiores vergonhas de arbitragem da época 2021/22 da Liga Bwin. Aos 7 minutos, depois de uma entrada imprudente de Taarabt, todos percebemos que o VAR dos Padres da Paroquia do Cardeal Fernando Gomes, não iam perdoar. O que ninguém tinha ainda vislumbrado era, mesmo com o Benfica reduzido a 10 jogadores tão cedo no jogo, se iria assistir a tal escandaleira de crime e corrupção ali ao vivo.

O Benfica mesmo a jogar com menos um, jogava muito, mais confiança na posse e no passe, melhores decisões, jogadores a mostrarem melhor forma física, melhor entrosamento, mais sistematização, velocidade na troca de bola, transições rápidas consecutivamente travadas com faltas duras pelos jogadores do Vizela. Nas bancadas da Luz, os adeptos vibravam com o futebol do Benfica e empurravam mais ainda os jogadores, a equipa ia para a frente sem medo de arriscar e eram muitas as oportunidades de golo criadas.

Foi quando o Benfica começou a enfrentar o apito do adepto do Porto, Manuel Oliveira e o anti jogo dos jogadores do Vizela. O cronómetro marcava 10 minutos quando Darwin entra na grande área do Vizela, Sarmiento não consegue fazer o corte apesar de tocar na bola, deixa deliberadamente a perna para impedir Darwin de passar, penalti claro! André Narciso, o VAR que tão rapidamente chamou o apito, para corrigir o amarelo para vermelho ao Taarabt, nem sequer analisou o lance. Mas aos 40 minutos, numa simulação de Cassiano na área do Benfica a imitar Taremi, o adepto de camarote do Estádio do Dragão, Manuel Oliveira, ainda esteve a ouvir o VAR.

Aos 73 minutos, aconteceu o que constitui mais uma prova de crime. Dos crimes cometidos ao Benfica no futebol Português. Impossível tratar-se de engano, um erro ou falta de vista, todas aquelas desculpas que estes dejetos humanos costumam dar para parvo ouvir. Todos vimos o jogador Richard Ofori desviar a bola com o braço após, um canto na área do Vizela. Além de ter ido de braço em riste à bola ainda, conseguiu atingir com o cotovelo a cabeça de Vertonghen. VAR? Não houve, a favor do Benfica não há VAR.